Curso de Fitoterapia Ocidental e Oriental

1,270.00

O Curso de Fitoterapia Ocidental e Oriental irá capacitar os formandos para a realização de um diagnóstico autónomo e para a aplicação terapêutica de plantas e fórmulas medicinais na prevenção e promoção da saúde, e na resolução, com qualidade e segurança, dos desequilíbrios funcionais presentes nas patologias comuns.

O Curso visa habilitar para o exercício profissional da Fitoterapia, sendo também adequado para profissionais de outras áreas de saúde e para os que apenas desejam sólidos conhecimentos nesta área para seu uso pessoal.

O valor da anuidade é de 1.270,00€

Pronto pagamento – 1147,00€

Pagamento em prestações 10 x 127,00€ -sendo que a primeira prestação deverá ser paga no acto da inscrição, as restantes  com comprovativo de transferência permanente

A transferência permanente pode ser feita através do seu homebanking ou então directamente ao balcão do seu banco, devendo entregar no momento da inscrição o comprovativo desta ordem.

 

 

VOLTAR PARA AS INFORMAÇÕES DO CURSO

Descrição

Nome: Fitoterapia Ocidental e Oriental Edição: 1ª Edição
Duração: 2 anos Formação de nível profissional para:

  • atuais ou futuros Profissionais de Saúde
  • entusiastas de plantas medicinais e Saúde Natural
ID: CFOO Data de Início: 2021 – datas brevemente
Regulamento: Consultar aqui Localização: Online
Requisitos
Os candidatos à frequência dos Cursos e-Learning deverão:

Ter acesso a um computador ou telemóvel com ligação à Internet e um browser ( exemplos: Chrome, Internet Explorer, Firefox, … )

Instalar a Plataforma Zoom (as aulas serão dadas por video-conferência em direto)

Ter conhecimentos de informática na óptica do utilizador

A Fitoterapia ou medicina herbal é uma das terapêuticas mais importantes e mais antigas para a saúde no mundo, quer no seu restabelecimento quer na sua prevenção e promoção. A aplicação clínica da fitoterapia tem sido um processo continuado e ininterrupto que remonta há mais de 3000 anos, adaptando-se e respondendo com eficiência a diferentes condições de saúde e contextos de prática nos mais diferentes Países. Nos últimos anos o seu exercício tem motivado uma procura e interesse crescente não só das populações como dos investigadores em diferentes continentes.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (WHO Traditional Medicine Strategy 2014-2023), em 2012, 119 países tinham a prática da Medicina Herbal reconhecida e regulamentada. Em Portugal a profissão de Fitoterapeuta foi reconhecida e regulamentada pelas Leis 45/2003 e 71/2013 da Assembleia da República, seguidas de um conjunto de portarias regulamentares (ver site da ACSS Administração Central do Sistema de Saúde – Terapêuticas não Convencionais).

Numa época de ameaças globais à saúde, a aprendizagem e uso adequado das plantas medicinais pode contribuir não só para a eliminação dos factores patogénicos como também para a tonificação de diferentes sistemas do organismo, nomeadamente o imunitário, tendo ainda um efeito regulador sobre a actividade mental e emocional.

Neste Curso de Fitoterapia pretende-se dar uma formação sólida sobre o diagnóstico e tratamento fitoterápico combinando o rigor clínico do Diagnóstico da Medicina Tradicional Chinesa com a Tradição Fitoterapêutica Ocidental e com o moderno conhecimento científico das propriedades terapêuticas das principais plantas medicinais ocidentais e orientais.

As componentes de Dietética, Nutrição e Estilo de Vida permitem um tratamento combinado que, tendo por base o mesmo Diagnóstico, alargam e aprofundam o efeito preventivo e terapêutico.

O Curso cria condições para uma prática segura e eficiente ao acompanhar o aluno em situações de resolução de problemas de escolha e combinação de plantas, fórmulas e aconselhamento dietético e de estilo de vida em diferentes contextos de saúde.

Atualmente, na República Popular da China, a Medicina Tradicional Chinesa (MTC) conhece uma impressionante expansão. De acordo com os dados disponíveis é ensinada em mais de 260 Universidades, dispõe de uma rede hospitalar própria com cerca de 4000 hospitais e quase meio milhão de camas de internamento.

Apesar da importância da Acupunctura e da massagem Tuina, nesses hospitais o método terapêutico mais usado é a Fitoterapia, conjugando vários milénios de investigação clínica com a moderna pesquisa científica sobre plantas medicinais, numa síntese terapêutica eficiente e praticamente sem efeitos indesejáveis quando bem utilizada, que tem conquistado o crescente interesse e a confiança da população.

Nos países ocidentais, a tradição clássica de uso de plantas medicinais, de raiz greco-latina, chegou até aos nossos dias, apesar de tudo o que se perdeu ao longo da história por causa das intolerâncias e perseguições ideológicas, religiosas, políticas e corporativas.

A investigação científica moderna tem-se dedicado com afinco a esta área, sobretudo no que respeita ao conhecimento dos princípios ativos da flora medicinal ocidental e à confirmação e esclarecimento das suas propriedades terapêuticas.

Inserindo-se na confluência das correntes oriental e ocidental em fitoterapia, há mais de 20 anos que a ESMTC se posicionou junto do grupo de investigadores pioneiros que visam uma síntese entre as duas abordagens.

Aplicando o rigor e abrangência do Diagnóstico da MTC às plantas medicinais ocidentais, classificadas de acordo com as propriedades energéticas e tropismos funcionais da tradição médica chinesa, revelou-se possível levar mais longe a eficácia e a segurança no uso da flora medicinal do ocidente.

A experiência da ESMTC e dos seus professores no ensino e no uso clínico destes recursos terapêuticos permite assegurar uma formação de qualidade para o perfil de competências visado por este Curso de Fitoterapia Ocidental e Oriental. Este perfil acompanha de perto o conteúdo funcional da profissão de Fitoterapeuta definido na Portaria nº 207-E/2014 (http://www.acss.min-saude.pt//wp-content/uploads/2016/09/Portaria-207_E-2014.pdf).

No essencial, esta formação permite o domínio do Diagnóstico da MTC e o uso das fórmulas de plantas medicinais chinesas, acessíveis no mercado nacional, bem como, no mesmo quadro de competências, a utilização terapêutica da flora medicinal ocidental, mais acessível e popular entre nós.

Adicionalmente, a formação básica em ciências médicas ocidentais e o conhecimento das propriedades fitoquímicas das plantas, dos princípios do nutricionismo moderno, da dietética da MTC e das normas de estilo de vida para promoção da saúde e recuperação da doença, completam um quadro de competências compatível com uma aplicação de elevada qualificação, quer num contexto pessoal ou familiar, quer num exercício de natureza profissional.

De acordo com a Lei nº109/2019, de 9 de setembro (Art.º “19º, alínea 3) esta formação, uma vez concluída, permite a candidatura à Cédula Profissional de Fitoterapeuta junto da Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS), desde que em conjunto com outros requisitos adicionais, constantes da Portaria n.º 181/2014 de 12 de setembro.

Início do Curso – 2021 - Novas datas brevemente
Horário – o Curso é ministrado das 19h às 22h às terças e quintas e das 9h às 13h ao sábado

As aulas desde curso irão ser disponibilizadas para poderem ser assistidas posteriormente caso exista alguma incompatibilidade de horários.

As aulas serão dadas por video-conferência em direto através da plataforma zoom que deverá instalar no dispositivo que irá utilizar.

 

O Curso de Fitoterapia Ocidental e Oriental irá capacitar os formandos para a realização de um diagnóstico autónomo e para a aplicação terapêutica de plantas e fórmulas medicinais na prevenção e promoção da saúde, e na resolução, com qualidade e segurança, dos desequilíbrios funcionais presentes nas patologias comuns.

O Curso visa habilitar para o exercício profissional da Fitoterapia, sendo também adequado para profissionais de outras áreas de saúde e para os que apenas desejam sólidos conhecimentos nesta área para seu uso pessoal.

Unidades Curriculares  

Horas de Contacto

1ºAno - 1º Semestre

 
Anatomofisiologia 27h30m
Bioquímica 27h30m
Biologia Celular 27h30m
Ética, Deontologia e Desenvolvimento Pessoal 17h30m
Introdução à Botânica 37h30m
Métodos de Diagnóstico da Fitoterapia I 47h30m
   

1º Ano - 2º Semestre

 
Dietética e Nutrição I 27h30m
Patologia I 27h30m
Teorias da Fitoterapia I - Plantas Medicinais Ocidentais 37h30
Química da Planta 27h30m
Teorias da Fitoterapia I - Plantas Medicinais Orientais 37h30
Métodos de Diagnóstico da Fitoterapia II 37h30
   

2º Ano - 3º Semestre

 
Patologia II 30h
Farmacologia 30h
Dietética e Nutrição II 30h
Teorias da Fitoterapia II - Fórmulas Medicinais (Ocidentais e Orientais) 40h
Métodos de Diagnóstico da Fitoterapia III 40h
Métodos Terapêuticos da Fitoterapia 40h
   

2º Ano - 4º Semestre

 
Metodologia da Investigação 30h
Farmacognosia e dispensário 20h
Teorias da Fitoterapia II- Fórmulas Medicinais (Ocidentais e Orientais) 40h
Métodos de Diagnóstico da Fitoterapia IV 40h
Métodos Terapêuticos da Fitoterapia 40h
Prática da Fitoterapia 40h
Total horas de contacto 800h
Total horas do Curso (horas de contacto+estudo dirigido+outras atividades do curso) 2500h

Avaliação

Os critérios de avaliação são apresentados no início da disciplina por cada professor.
A classificação final no curso resultará da média ponderada, numa escala de 0-20 valores, das classificações das várias disciplinas.

Profissionais das Terapêuticas não Convencionais

Profissionais de Saúde em geral

Interessados em Fitoterapia e Saúde Natural com 12º ano ou superior

(Existe possibilidade submeter pedidos de equivalência, com dispensa de Avaliação nas disciplinas abrangidas por esse regime mas mantendo-se o direito de acesso à totalidade das aulas)

Os candidatos à frequência do Cursos e-Learning deverão:

  • Ter acesso a um computador ou telemóvel com ligação à Internet e um browser ( exemplos: Chrome, Internet Explorer, Firefox, … )
  • Ter conhecimentos de informática na óptica do utilizador
  • Instalar a plataforma ZOOM

O valor da anuidade é de 1.270,00€

Pronto pagamento - 1147,00€

Pagamento em prestações 10 x 127,00€ -sendo que a primeira prestação deverá ser paga no acto da inscrição, as restantes  com comprovativo de transferência permanente

A transferência permanente pode ser feita através do seu homebanking ou então directamente ao balcão do seu banco, devendo entregar no momento da inscrição o comprovativo desta ordem.